Escleroterapia De Microvarizes Complicacoes Tratamento Microvarizes

Complicações Escleroterapia (Secagem) de Microvarizes

Complicações mais Comuns da Escleroterapia
Hiperpigmentações, aparecimento de telangiectasias (vasinhos) secundárias mais finas que as originais, edema temporário, urticária localizada, necrose cutânea (úlcera).

1.Hiperpigmentação Pós – Escleroterapia

Está muito relacionado ao tamanho do vasinho em que é realizada a escleroterapia. Microvarizes de até 3mm não costumam hiperpigmentar (manchar). Microvarizes mais grossas (vênulas) pequenas, quando destruídas pela escleroterapia, podem liberar muito ferro e dar um aspecto manchado na pele. Na avaliação é possível determinar se a (o) paciente tem este tipo de Microvariz e orientar o paciente e indicar o melhor tratamento para aquele vaso. Quando ocorre a hiperpigmentação o indicado é não pegar Sol até que a hiperpigmentação desapareça.
Mesmo que ocorra a Mancha, esta costuma melhorar com tratamento adequado.

2. Aparecimento de vasinhos secundários mais finos.

Quando realizamos a escleroterapia, algumas Microvarizes somem por completo e, outras ficam muito mais finas. A melhora estética geralmente é extremamente significativa, mas alguns vasinhos muito finos podem persistir após a escleroterapia. Quando as Microvarizes ficam tão finas que a Escleroterapia já não possibilita uma melhora significativa, está indicado o Tratamento a LASER das Telangiectasias (Microvarizes mais finas).

3. Edema Temporário no local da aplicação

Logo após a escleroterapia, a região em que foi feita o procedimento pode ficar, e é esperado que fique, levemente inchada. Isto se deve à resposta inflamatória esperada pela injeção do líquido esclerosante.

4. Urticária Localizada

Da mesma maneira que ocorre inchaço a resposta inflamatória também pode gerar Coceira (urticária).

5. Necrose Cutânea (úlcera)

Quando o líquido esclerosante é injetado em vasinhos muito finos, o líquido pode extravar na pele e gerar pequenas feridas (casquinhas marrons). Estas pequenas feridas costumam cicatriz muito bem e não deixam marcas, desde que a(o) paciente não se exponha precocemente ao Sol. Úlceras maiores não costumam acontecer com a injeção de glicose a 75%, que é utilizada em nosso consultório. Apenas com outros esclerosantes.