Peeling de Diamante


peeling de diamante

O tratamento com o peeling de diamante promove renovação celular, devolve a elasticidade, clareia as manchas, diminui a oleosidade e a acne, tornando a pele mais uniforme.

Atua ainda nos tratamentos de estrias e no rejuvenescimento das mãos.

O procedimento é feito com uma caneta com ponta de lixa diamantada que desliza sobre a pele promovendo uma esfoliação. O principal objetivo desse peeling é refazer a superfície da pele, reduzindo as rugas finas e diminuindo os poros que estão dilatados, recuperando a pele após danos do sol, frio, vento, etc.

A abrasão e esfoliação são controladas e estimulam a formação de colágeno – proteína natural da pele – que vem a ser a chave da elasticidade e do tônus facial. É um peeling leve e retira somente uma parte da epiderme, O tratamento age de maneira suave e progressiva, pode ser usado em todos os tipos de pele e tem ação bactericida.

É possível também associar o peeling de diamante a uma combinação de ácidos, o que otimiza muito os seus resultados.

O primeiro passo do peeling de diamante é fazer uma avaliação na pele, para identificar qual o princípio ativo indicado. ‘O peeling prepara a pele para receber esse princípio ativo indicado de acordo com o caso, ou seja, quem apresenta problema de manchas, por exemplo, vai usar um princípio ativo específico para este caso’.

O tratamento começa com a aplicação de um demaquilante, um tônico equilibrante de acordo com o tipo de pele. Em seguida, inicia-se o peeling de diamante. ‘Ele é realizado através de uma pressão negativa associada a uma caneta que contém ponteiras compostas por um banho de micro-grânulos de diamante, tornando-as porosas, que, em contato com a pele, em função do atrito causado, promovem a dermoabrasão’.
Essa etapa deixa a pele preparada para receber os cosmecêuticos indicados para cada caso. Outra vantagem do peeling de diamante é o fato de obter bons resultados nas peles morenas.